quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Desventuras em Série, Lemony Snicket e Daniel Handler


Desventuras em Série é formada por 13 livros que conta a história dos irmãos Baudelaire que como muita gente sabe, não é boa, tem pouquíssimas coisas boas e não termina bem. Eu sabia disso quando comecei a ler.

O que eu não sabia é que depois de terminar de ler todos eles, me veio a vontade de atirar toda a coleção pela janela. Maldito seja, Lemony Snicket! Que aliás, nem é o nome do autor. Os livros não são ruins, aliás, são ótimos e em cada um deles, Lemony Snicket fala "Se está procurando um livro pra se distrair ou espairecer, recomendo que pegue outro livro, vá dar um passeio. Esse livro não tem uma história feliz e ninguém se dá bem". Isso do primeiro ao último, afinal o Lemony Snicket escreveu os 13 volumes de modo que você não precise necessariamente ler na ordem. Se eu nunca li, posso pegar o volume 8 e vou estar inteiramente satisfeito com o que tem ali.

Mas pra quem vai acompanhando a série, o autor vai deixando questionamentos pelo caminho, através das pessoas que Violet, Klaus e Sunny conhecem. E você vai se perguntando junto com eles, com os irmãos Baudelaire, qual o sentido de tudo aquilo, porquê eles estão de saco cheio de fazer algo que ninguém mais quer fazer, de estar no meio de algo que eles não querem estar.

E tudo termina. Termina a história e você, igual os irmãos Baudelaire, fica sem saber pra onde seguir, o que vai acontecer dali em diante. E isso me deixou puto! Pois eu esperava um final quando na verdade, a história ainda estava sendo escrita. Todas as perguntas que os Baudelaire tinham, eu também tinha e o quê melhor do que terminar uma história de um jeito a deixar o leitor contrariado? Amaldiçoei maldições do Lemony Snicket por isso.

E mordi minha língua. O tempo foi passando e me dei conta o quanto aquilo foi importante pra mim, enquanto leitor. Acho que enquanto pessoa mesmo. Fui percebendo que tinha mania, tinha necessidade de questionar tudo, de tudo ter um fim. E nem tudo tem um fim. Tem um fim pra mim que não ouvi mais falar daquilo, mas independente disso, a outra linha continua e vai gerar mais questões e idéias que eu não vou saber responder. E tive que lidar com isso. Algumas coisas apenas são, assim, simples. E quanto mais o tempo passa, mas percebo isso.

Recentemente, lendo um outro livro chamado "Quem poderia ser a uma hora dessas? - Só perguntas erradas", percebo mais ainda o quanto o Daniel Handler é habilidoso e cuidadoso com o que faz. Nesse livro, vemos o jovem Lemony Snicket quando tinha 13 anos, sendo treinado por sua Tutora de cabelos selvagens. Sendo treinado pra quê? Onde está a irmã dele que ele tanto fala? Quem são as pessoas que se fazem passar pelos seus pais de verdade? Só perguntas né? E perguntas erradas, ainda por cima!

A pergunta certa é: Quando a grande obra do Daniel Handler vai terminar? Esse livro não tem necessariamente nenhuma ligação com Desventuras em Série, contudo Lemony Snicket faz pequenas menções, solta pequenas idéias de coisas que quem leu o Desventuras, vai lembrar na hora! Um determinado lugar, um nome de hotel, alguma inscrição numa loja qualquer, tudo pode ter um pedacinho que você acaba identificando posteriormente. E tenho a impressão que ele faz isso em todos os seus livros, criando um micro universo, ligando cada ponto que ninguém sabe exatamente onde vai dar, talvez nem o próprio Lemony Snicket.

Hoje considero uma das melhores séries que já li, por ter me ensinado isso, que nem tudo tem um gran finalle, apenas...

0 comentários:

Postar um comentário